EUA impõe novas sanções ao Irão pelo programa de mísseis balísticos

Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, fará este domingo uma declaração sobre o Irão

Os Estados Unidos anunciaram hoje novas sanções contra o Irão pelo seu programa de mísseis balísticos, um dia depois de terem sido levantadas sanções ao país por terem sido cumpridas todas as exigências para iniciar o acordo nuclear internacional.

Cinco cidadãos iranianos e uma rede de empresas com sede nos Emirados Árabes Unidos e na China foram incluídos na 'lista negra' norte-americana, disse em comunicado o Departamento do Tesouro, acusando-os de trabalharem na aquisição de componentes para mísseis balísticos iranianos.

Adam J. Szubin, subsecretário para o Terrorismo e Inteligência financeira, disse que o "programa de mísseis balísticos do Irão representa uma ameaça significativa para a segurança regional e global e vai continuar a ser objeto de sanções internacionais".

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, fará ainda este domingo uma declaração sobre o Irão.

O Conselho de Segurança da ONU levantou, no sábado, as sanções ao país, depois de a Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) ter confirmado que as autoridades iranianas cumpriram todas as exigências para iniciar o acordo nuclear internacional.

No mesmo dia, os Estados Unidos e a União Europeia decidiram levantar as sanções aplicadas ao Irão, entrando em vigor o acordo nuclear assinado em julho, em Viena.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG