EUA aumentam restrições para conceder visto de entrada a brasileiros

As mudanças foram determinadas por um decreto assinado pelo Presidente norte americano, Donald Trump, no último dia 27

O Governo dos Estados Unidos aumentou as restrições para a concessão de vistos de entrada aos brasileiros, regras que entraram em vigor na segunda-feira e tornam o processo mais extenso.

Segundo informações divulgadas pela embaixada dos Estados Unidos no Brasil na noite da última terça-feira, as entrevistas passam a ser necessárias para alguns casos em que antes eram dispensadas.

Antes da mudança, os jovens com idades entre 14 e 15 anos, e idosos entre 66 e 79 anos, que solicitavam autorização para viajar aos Estados Unidos pela primeira vez estavam isentos de fazer esta entrevista nas unidades consulares que oferecem o serviço, mas agora precisarão fazer.

Assim, só não precisam de fazer a entrevista pessoas com vistos diplomáticos e funcionários de governos estrangeiros e organizações internacionais, pessoas com idade inferior a 14 anos ou superior a 79 anos aqueles que já a tenham feito.

Mas o prazo para renovar vistos vencidos sem necessidade de entrevista também foi reduzido: antes os brasileiros tinham até 48 meses para fazê-lo, agora serão apenas 12 meses.

As mudanças, que também abrangem os cidadãos argentinos, segundo O Globo, foram determinadas por um decreto assinado pelo Presidente norte-americano, Donald Trump, no último dia 27, que restringiu a entrada de refugiados sírios e veto ao ingresso de cidadãos de sete países de maioria muçulmana nos Estados Unidos.

Em nota, a embaixada dos Estados Unidos justificou as mudanças afirmando que "o governo dos Estados Unidos está empenhado em facilitar viagens legítimas de visitantes internacionais e ao mesmo tempo garantir a segurança de suas fronteiras".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG