Estátua de Cristóvão Colombo retirada da cidade a que deu nome nos EUA

A estátua do explorador Cristóvão Colombo vai ser retirada da cidade a que deu nome, Colombo, no Estado norte-americano do Ohio, anunciou esta quinta-feira o presidente da câmara, Andrew Ginther.

A estátua localizada na Câmara Municipal vai ser retirada imediatamente e armazenada.

Esta mudança ocorre enquanto monumentos da Confederação e de outras figuras históricas que reprimiram ou oprimiram outras pessoas estão a ser desmanteladas um pouco por toda a parte, nos Estados Unidos.

"Para muitas pessoas na nossa comunidade, a estátua representa patriarcado, opressão e divisão. Isso não representa a nossa grande cidade e não vamos mais viver na sombra do nosso feio passado", afirmou Ginther, em comunicado.

As estatuas de Cristóvão Colombo têm sido alvo preferencial, entre outras, das manifestações anti-racismo, tendo já sido vandalizadas em várias cidades, como Saint Paul, no estado do Minnesota, em Richmond, Virgínia, e em Boston, onde a cabeça de uma estátua do explorador foi retirada e partida.

Protestos antirracistas em todo o país foram desencadeados pela morte de George Floyd, um afro-americano de 46 anos, em 25 de maio, em Minneapolis (Minnesota), por um polícia branco que lhe pressionou o pescoço com um joelho durante cerca de oito minutos numa operação de detenção, apesar de Floyd dizer que não conseguia respirar.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG