Estado do Texas executou homem que matou à pancada duas mulheres

Meia hora antes da execução, o Supremo Tribunal Americano rejeitou um último pedido de clemência

O Estado norte-americano do Texas executou hoje com uma injeção letal um homem de 38 anos que assassinou duas mulheres, tendo escondido os respetivos cadáveres em malas de viagem, que atirou ao lixo.

Rosendo Rodriguez III tinha confessado em tribunal ter assassinado à pancada uma mulher de 29 anos, grávida de dez semanas. Reconheceu ainda ser o responsável pelo desaparecimento de uma jovem de 16 anos. Em ambos os casos escondeu os corpos em malas de viagem, que posteriormente abandonou em lixeiras.

Com a execução de Rodriguez subiu para sete o número de pessoas executadas legalmente na América em 2018

Naquela que foi a quarta execução promovida pelo Texas desde o início do ano, Rosendo Rodriguez foi injetado com um poderoso sedativo, numa cerimónia a que assistiram familiares das vítimas. Demorou 22 minutos a morrer.

Antes da execução, Rodriguez fez um discurso de sete minutos, em que pediu um boicote nacional às empresas do Texas, como forma de pressão para o fim das execuções. "O Estado pode ter meu corpo, mas eles nunca tiveram minha alma", disse o condenado, que, segundo relatos da imprensa local, não mostrou sinais de arrependimento pelos crimes.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG