Espanha passa a exigir teste PCR negativo a viajantes, incluindo de Portugal

Medida entra em vigor a 23 de novembro e diz respeito a todos os viajantes dos chamados países de risco, numa lista onde se inclui Portugal. Exigência será feita em aeroportos e portos.

Espanha exigirá um teste negativo de PCR a todos os viajantes de países de risco que cheguem, a partir de dia 23 de novembro, a um aeroporto ou porto do país. O teste terá que ser feito até 72 horas antes da chegada e na lista de risco está Portugal.

Segundo o El País, no caso dos países europeus e da zona Schengen, as autoridades espanholas vão seguir o mapa de risco elaborado pelo Centro Europeu para o Controlo de Doenças. Este estabelece que as únicas exceções, de momento, são a Noruega, a Finlândia e a Grécia. Para outros países, o risco é avaliado com base na incidência de casos por cem mil habitantes em 14 dias.

As agências de viagens, os operadores turísticos e as companhias de transporte aéreo ou marítimo, assim como qualquer agente que comercialize bilhetes de avião ou barco, deverá informar os passageiros da nova exigência, que será publicada oficialmente amanhã no Boletim Oficial do Estado.

Antes de chegada a Espanha, os viajantes têm que preencher um formulário de controlo sanitário que incluirá a pergunta sobre a existência de um teste PCR negativo nas 72 horas antes da viagem. As autoridades podem exigir a qualquer momento prova de que esse teste foi feito, devendo o viajante ter um documento original, em papel ou eletrónico, escrito em espanhol ou em inglês, de acordo com a agência EFE.

Esta medida era exigida pelas comunidades autónomas, nomeadamente a Comunidade de Madrid, sendo que há outros países europeus que já exigem o PCR negativo desde agosto, como é o caso de Itália e Grécia.

A nova medida cumpre a recomendação europeia de 13 de outubro, que aconselhou os Estados-membros da União Europeia a terem por base nas suas restrições de viagem na União Europeia a situação epidemiológica, estabelecendo um código de cores por zona.

Esta medida vem juntar-se aos controlos sanitários que já se efetuam, controlo visual e temperatura, a todos os passageiros internacionais nos pontos de chegada.

A Espanha registou esta quarta-feira 19 096 novos casos de covid-19, elevando para 1 417 709 o total de infetados no país desde o início da pandemia, segundo o Ministério da Saúde. As autoridades sanitárias também contabilizaram hoje mais 349 mortes atribuídas à covid-19, passando o total de óbitos para 40 105.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG