Engate online acaba mal no primeiro encontro. Ele decidiu assaltar um banco

Tudo começou num aplicativo online para relacionamentos amorosos. Logo no primeiro encontro, uma mulher americana foi surpreendida: a certa altura, o suposto Don Juan ordenou para parasse o carro para ir assaltar um banco.

É uma história dos tempos modernos. Uma mulher norte-americana tornou-se a condutora de uma fuga inesperada depois de um homem que tinha conhecido num aplicativo de namoro online a forçar a participar num assalto a um banco no primeiro encontro que tiveram.

Christopher Castillo, o suposto 'Robin dos Bosques' da mulher, declarou-se culpado esta semana por assalto à mão armada e por três acusações de agressão a polícias - crimes todos cometidos no primeiro encontro amoroso, em 5 de dezembro de 2016, de acordo com a Procuradoria do Condado de Bristol, no Massachusetts.

Castillo foi condenado a três anos de prisão pelo assalto, e ainda mais dois anos por agredir violentamente e cuspir nos polícias que tentaram e conseguiram detê-lo, de acordo com a CNN.

A mulher não foi acusada: a humilhação do "pior encontro amoroso de todos os tempos" foi punição suficiente.

Tudo começou, disse a mulher à polícia, quando foi buscar Castillo a casa dos pais em Chepachet, Rhode Island, e depois seguiu com ele, durante 30 minutos, em direção a North Attleboro. Contou que durante o percurso o homem bebia vinho no banco do passageiro do seu Nissan.

Os dois não se conheciam pessoalmente antes daquele fatídico dia de 2016, disse a mulher à polícia. Nunca pensou que alguma coisa não batia certo no momento em que o homem a mandou encostar quando se aproximasse de um banco.

Quando tal aconteceu, Castillo saiu do carro e deixou-a sozinha por alguns minutos. De repente, voltou a correr, com o suor a escorrer, óculos de sol colocados, um chapéu na cabeça, uma arma e 1000 dólares em dinheiro na mão, disse a mulher, que garante ter percebido então o que se passava, ter entrado em pânico e obedecido às ordens.

Segundo a investigação, Castillo entrou na agência e mostrou uma arma ao caixa do banco. Exigiu 1000 dólares e disse que precisava muito, estava "realmente a sofrer". O funcionário entregou-lhe o dinheiro e depois Castillo correu de volta ao Nissan e ordenou à mulher que arrancasse.

A cúmplice acidental obedeceu inicialmente, mas logo que avistou sirenes da polícia de North Attleboro a mulher imediatamente parou e afastou-se do carro. A polícia tirou Castillo do veículo mas ainda houve "luta violenta" e cuspidelas nos agentes.

Depois de algemado, a polícia revistou o carro e encontrou uma pistola calibre .44 - uma antiguidade pertencente ao padrasto de Castillo -, o chapéu e os óculos de sol que correspondiam à descrição do que o assaltante tinha utilizado. E os 1000 dólares estavam na carteira de Castillo.

Mais de três anos depois, Castillo acabou condenado a cinco anos de prisão. A mulher ficou com uma história de relacionamento online que irá recordar.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG