Enfermeira de Stephen Hawking acusada de má conduta

Passado um ano da morte do cientista e professor Stephen Hawking, uma das suas enfermeiras está a ser acusada de má conduta profissional. Os motivos não são conhecidos, devido ao Conselho de Enfermagem e Obstetrícia estar a realizar as audiências à porta fechada.

A ex-enfermeira de Stephen Hawking, Patricia Dowdy foi suspensa e está a ser julgada por má conduta, devido a uma queixa realizada pelos familiares do cientista, de acordo com o Independent. A enfermeira de 61 anos cuidou de Hawking durante 15 anos e foi suspensa em 2016. Dowdy está a ser julgada atualmente no Conselho de Enfermagem e Obstetrícia (NMC), em Londres.

A audiência de seis semanas começou em fevereiro e deve durar até 21 de março, para concluir se Dowdy deve ou não continuar a exercer. A enfermeira preferiu não comentar a situação mas apelidou-a de "perturbadora", questionada pelo The Mail, no passado domingo.

O que ainda está por conhecer é a natureza das acusações feitas a Dowdy. O Conselho de Enfermagem e Obstetrícia está a realizar as audiências à portas fechada, uma decisão que tem gerado polémica sobre a transparência do caso.

John Hemming, ex-membro do parlamento, declarou não concordar com a atitude do conselho e que na sua opinião a "justiça no escuro nunca é justiça adequada". Também John Woodcock, um parlamentar independente comentou que a atitude por parte do Conselho "é profundamente preocupante" visto estar a reduzir a transparência do caso, citando o The Telegraph.

O Diretor de Aptidão para a Prática do NMC, Matthew McClelland afirma que a legislação e orientação do conselho é para realizar as audiências em público, no entanto, existem exceções. "Às vezes há razões importantes - incluindo neste caso em particular - para nós realizarmos audiências privadas com o objetivo de proteger os interesses de todos os indivíduos afetados". McClelland apontou a saúde da ex-enfermeira de Hawking como possível justificação para a decisão do Conselho, citando o The Mail, mas não quis acrescentar mais detalhes.

Um porta-voz da família de Hawking afirmou que a família preferia não comentar o caso, mas disse que o ano passado tem sido um período "angustiante". Uma fonte próxima de Hawking confessou não acreditar nas acusações. "Eu conhecia a Pat, ela era amorosa. Muito qualificada. Não sei sobre o que é isto tudo, mas tenho a certeza que não tem sentido e agora o Stephen não está cá para a proteger" confessou ao Telegraph.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG