Empresa veste chocolate de Meghan e é acusada de racismo

Canal de televisão público alemão também foi criticado pela cobertura que fez do casamento real

Uma empresa alemã foi obrigada a pedir desculpa depois de ter publicado uma imagem de um marshmallow coberto de chocolate e vestido de noiva no dia do casamento do príncipe Harry e de Meghan Markle.

A imagem da empresa Super Dickmann com o Schokokuss (beijo de chocolate) era acompanhado pela legenda "Está a olhar para onde? Também não gostaria de ser a Meghan hoje?"

No entanto, a "graça" não foi bem recebida com várias pessoas a comentarem que a imagem, que a empresa entretanto eliminou, era "racista".

De acordo com a BBC, um porta-voz da empresa disse que o post era "estúpido e embaraçoso".

A empresa retratou-se ainda na sua página de Facebook com o seguinte texto: "Um grande perdão! O mundo de Super Dickmann é colorido e diversificado e está longe de pensamentos racistas".

Entretanto, tanto a imagem como o post com o pedido de desculpas foram apagados.

Mais acusações de racismo na cobertura do casamento real

A emissora pública alemã ZDF também recebeu duras críticas relativas à sua cobertura do casamento real, com vários internautas a dizerem que alguns dos comentários durante a cerimónia foram "racistas", como terem dito várias vezes que Markle era "exótica" ou que os cantores gospel "cantavam maravilhosamente negro".

A ZDF rejeitou as acusações alegando que era apropriado abordar as origens de Meghan Markle, segundo o jornal Der Spiegel.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG