"Ataque perfeito, missão cumprida", diz Trump. Rússia avisa: "Vai haver consequências"

EUA, Reino Unido e França lançaram esta noite um ataque de mísseis à Síria, que durou cerca de 70 minutos, e teve como alvos as fábricas e paióis de armas químicas do regime de Bashar al-Assad. Acompanhe aqui as reações ao minuto

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou ao início da madrugada deste sábado (hora de Lisboa) ter ordenado ataques com mísseis contra alvos na Síria, em resposta aos alegados ataques com armas químicas realizados pelo regime de Bashar al-Assad no passado fim de semana. Numa operação encabeçada pelos norte-americanos, participaram também o Reino Unido e a França.

A Rússia reagiu, com Anatoly Antonov, embaixador da Rússia nos EUA, a dizer; "Estamos a ser mais uma vez ameaçados. Avisámos que estas ações não ficariam sem consequências". Também Vladimir Putin já falou sobre o ataque, em comunicado, falando em "ato de agressão contra um Estado soberano".

As reações por toda a comunidade internacional sobre o ataque vão sucedendo-se. Acompanhe aqui ao minuto todos os desenvolvimentos.

Exclusivos

Premium

história

A América foi fundada também por angolanos

Faz hoje, 25 de agosto, exatos 400 anos que desembarcaram na América os primeiros negros. Eram angolanos os primeiros 20 africanos a chegar à América - a Jamestown, colónia inglesa acabada se ser fundada no que viria a ser o estado da Virgínia. O jornal The New York Times tem vindo a publicar uma série de peças jornalísticas, inseridas no Project 1619, dedicadas ao legado da escravatura nos Estados Unidos. Os 20 angolanos de Jamestown vinham num navio negreiro espanhol, a caminho das minas de prata do México; o barco foi apresado por piratas ingleses e levados para a nova Jamestown. O destino dos angolanos acabou por ser igual ao de muitos colonos ingleses: primeiro obrigados a trabalhar como contratados e, ao fim de alguns anos, livres e, por vezes, donos de plantações. Passados sete anos, em 1626, chegaram os primeiros 11 negros a Nova Iorque (então, Nova Amesterdão) - também eram angolanos. O Jornal de Angola publicou ontem um longo dossiê sobre estes acontecimentos que, a partir de uma das maiores tragédias da História moderna, a escravatura, acabaram por juntar o destino de dois países, Angola e Estados Unidos, de dois continentes distantes.