Eleições em Espanha. O que já sabemos

PSOE ganha as eleições legislativas mas precisa de apoio à esquerda para formar governo. VOX confirma entrada de rompante no parlamento e o PP tem o seu pior resultado de sempre.

A contagem de votos em Espanha está encerrada. Confirma-se a vitória do PSOE com a eleição de 123 deputados, resultado que obriga o partido liderado por Pedro Sánchez a fazer uma coligação para conseguir atingir os 176 eleitos de forma a ter uma maioria parlamentar. Vox terminou a noite com 24 deputados, ficando aquém das expectativas. Confirmou-se a derrocada eleitoral do PP e a subida do Ciudadanos.

O PSOE ganha as eleições. Pode governar sozinho?

Ganha, conseguindo 123 deputados (mais 38 que em 2016) o que não chega para a maioria absoluta no parlamento - 176. Para fazer governo Pedro Sánchez tem de procurar coligações, provavelmente à sua esquerda, apesar de já ter assumido que não afasta nenhuma possibilidade.

O bloco dos partidos de esquerda consegue ter 176 ou mais deputados?

Segundo os dados conhecidos, PSOE (com 123 eleitos) e Unidas Podemos (42) não conseguem a maioria de 176, ficando a onze desse objetivo. Este cenário obriga a que para liderar o governo o PSOE possa ter de se unir à coligação de esquerda liderada por Pablo Iglesias e procurar ainda o apoio dos partidos independentistas. No entanto, há ainda a possibilidade de o PSOE se juntar ao Ciudadanos que tem 57 deputados eleitos. Ou seja os dois partidos já têm 180 deputados (mais quatro do que o necessário). Porém, esta parece ser uma opção difícil de concretizar pois os dois líderes garantiram antes das eleições não o ir fazer e passaram a campanha a insultar-se

E o conjunto dos partidos de direita como fica?

A união entre o PP, Ciudadanos e Vox atingiu 147 deputados, não atingindo os 176 necessários para formar governo. Para isso precisariam do apoio dos partidos regionais o que dificilmente vão conseguir devido às suas ideias contra as independências.

O Vox entrou em força no parlamento espanhol? E à custa de quem?

O partido liderado por Santiago Abascal começou a tarde a pensar ter entre os 36 e os 38 deputados, o que é uma entrada de rompante no parlamento, e acabou por ficar com 24. Uma consequência deste resultado é a queda do PP que obtém o seu pior resultado de sempre.

O resultado do Vox mostra um maior dinamismo da direita espanhola?

Não. Na realidade, segundo os dados divulgados, o PP e o Vox atingiram os 90 deputados ou seja menos 27 que o partido liderado por Pablo Casado obteve nas eleições de 2016 (137)

Exclusivos