El Corte Inglés retira imagem de campanha após pressão nas redes sociais

A empresa espanhola foi criticada por utilizadores das redes sociais que viram nas imagens dos pés, calçados, de uma criança, em cima de uma cadeira, uma alusão ao suicídio. O El Corte Inglés diz que apenas pretendia promover o calçado.

O EL Corte Inglés retirou uma imagem de uma campanha publicitária após protestos nas redes sociais em Espanha. Numa campanha sobre o regresso à escola, a imagem dos pés de uma criança, em cima de uma cadeira, foi interpretada por muitos como uma alusão a um suicídio.

"Dada a confusão causada por uma das imagens da Vuelta al Cole, decidimos retirá-la da campanha. Em nenhum caso a intenção dessa imagem teve relação com a interpretação que lhe foi dada, e pedimos desculpas se alguém se ofendeu." Foi assim que, em comunicado, publicado no Twitter, o El Corte Inglés anunciou a retirada da imagem que mostra os pés de uma criança, calçada, junto a uma cadeira escolar, à qual muitos utilizadores da rede associaram um suicídio, devido a uma comparação com os pés inertes de um enforcado.

Na realidade, a imagem integra um conjunto em que noutra imagem se vê uma criança a saltar da cadeira, segundo fontes da empresa contaram ao jornal El País. No entanto, um reenquadramento da mesma imagem centrou-se no calçado, um dos produtos a vender. E é nessa moldura que os utilizadores das redes sociais identificam o seu problema, com os pés pendurados de um enforcado.

Perante a polémica, a empresa retirou a foto, tanto da internet como dos posters dos shoppings, segundo fontes da empresa. Na internet, a imagem que direciona a sapataria infantil agora é a dos pés cruzados de uma menina sentada numa superfície elevada.

Alguns utilizadores do Twitter que criticaram a campanha usaram outra imagem promocional da rede de lojas, em que crianças são vistas a puxar uma corda numa academia, para colocar mais lenha na fogueira, apontando que é outra foto da mesma campanha. Fontes do El Corte Inglés negaram que esta imagem faça parte da campanha deste ano.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG