É socialista e lava a própria roupa: 10 coisas a saber sobre Bernie Sanders

Se vencer as presidenciais de 8 de novembro, o senador do Vermont será o mais velho presidente dos EUA, com 75 anos e dois meses em janeiro de 2017.

Campeão das pequenas doações, se quer chegar à casa Branca o ex-ativista anti-guerra do Vietname tem para isso de ganhar a nomeação democrata a Hillary Clinton. Difícil? Sim mas se Bernie Sanders ganhar amanhã no New Hampshire, tudo é possível.

01 - Foi o primeiro socialista eleito para o Senado

Foi em 1972 que Bernie Sanders se candidatou pela primeira vez a senador, pelo partido anti-guerra do Vietname Liberty Union. Não chegou a 1% dos votos. E teria de esperar até 1990 para se tornar no "primeiro socialista eleito" para o Congresso dos Estados Unidos, como escreveu o Washington Post. Os 26 anos que passou, primeiro na Câmara dos Representantes e desde 2007 no Senado, fazem dele o independente há mais tempo no Congresso. Ainda hoje o veterano se define como um "socialista democrático" e tem no gabinete um retrato de Eugene Debs, candidato presidencial do Partido Socialista no início do século XX.

02 - Nasceu em Brooklyn mas apaixonou-se pelo Vermont

Filho de um judeu polaco que emigrou para os EUA aos 17 anos e de uma americana de família judaica polaco-russa, Bernard Sanders, ou Bernie como passou logo a ser tratado, nasceu em Brooklyn, Nova Iorque, há 74 anos. Formado em Ciência Política na universidade de Chicago, foi com a primeira mulher, Deborah, que em 1964 comprou uma casa no Vermont, tendo trabalhado como carpinteiro e realizador de documentários. Apaixonado pelo seu estado de adoção, em 1980 era eleito mayor de Burlington, onde ainda hoje vive, numa modesta casa de estilo colonial.

03 - Viveu seis meses num kibbutz em Israel

Acabado de sair da universidade, Sanders foi passar seis meses num kibbutz em Israel. Interessado desde criança pela história dos judeus, o seu irmão Larry garantiria anos mais tarde que esta experiência "reforçou a ideia de Bernie de que o povo consegue gerir-se a si próprio. Não é preciso um a longa hierarquia de chefes. E deu força à sua ideia que a igualdade proporciona uma boa vida para todos". Apesar desta experiência, Sanders tem sido discreto quanto à sua posição em relação a Israel.

04 - Foi ativista anti-guerra e viu Luther King discursar

Ativo nos movimentos anti-guerra do Vietname, em estudante Sanders organizou vários protestos e manifestações na universidade de Chicago. Envolvido também na luta pelos direitos cívicos dos negros, em agosto de 1963 apanhou um autocarro com vários colegas com destino a Washington. Na capital ouviram Martin Luther King fazer o seu famoso discurso "Eu Tenho um Sonho" durante a Marcha por Empregos e Liberdade. Nesse verão, foi condenado por resistir à detenção durante um protesto e teve de pagar uma multa de 25 dólares.

05 - Se fosse eleito seria o mais velho presidente

Ronald Reagan estava a poucos dias de celebrar os 70 anos quando tomou posse como presidente em janeiro de 1981. O ex-ator é até hoje o mais velho presidente dos Estados Unidos. Um recorde que Sanders baterá caso vença as eleições de 8 de novembro próximo. É que em janeiro de 2017, no momento de tomar posse, o senador do Vermont teria 75 anos e dois meses. Mas para quem está preocupado com a sua saúde, o médico de Sanders veio garantir que o candidato democrata está "em plena forma".

06 - Lava a sua própria roupa e vai às compras

Jane O"Meara, a segunda mulher de Sanders, define o marido como um homem "minimalista". Segundo ela, "se tiver sete camisolas, já acha que são três a mais do que aquelas de que precisa". Numa entrevista à revista People, os Sanders explicaram que na sua casa do Vermont, quem lava a roupa é Bernie. O senador é também o responsável por fazer as compras de supermercado da família. Quanto à cozinha, Sanders é adepto de carne e legumes. "Já seguia a dieta do paleolítico antes de haver dieta do paleolítico", brinca Jane.

07 - Tem um filho de uma relação entre casamentos

O primeiro casamento de Bernie Sanders não durou mais de 18 meses. E depois de se divorciar de Deborah, o agora senador viveu algum tempo com uma namorada: Susan Mott. Dessa relação nasceu Levi Sanders, em 1969. O único filho biológico do candidato à nomeação democrata. Mas isso não impede Bernie Sanders de ter uma família grande, uma vez que em 1988 casou com Jane O"Meara, já mãe de três filhos. O casal tem sete netos. Quanto a Levi, quando Sanders lançou a campanha presidencial, a CNN começou por escrever que tinha um filho do primeiro casamento. Informação que entretanto já corrigiu.

08 - Falou no Senado durante oito horas seguidas

Um dos momentos mais marcantes da longa carreira de Sanders no Congresso é o filibuster que protagonizou em 2010 no Senado. Na altura o representante do Vermont falou durante oito horas seguidas para bloquear a extensão dos cortes nos impostos para as famílias com rendimentos acima dos 250 mil dólares anuais.

09 - É o campeão das pequenas doações

No último trimestre de 2015, a campanha de Bernie Sanders recolheu 33 milhões de dólares, fechando o ano com doações de 73 milhões. Bem menos do que adversária democrata Hillary Clinton. Mas o senador do Vermont é o campeão incontestado das pequenas doações: durante o ano passado, um milhão de indivíduos doaram um total de 2,5 milhões de dólares para o ver na Casa Branca. Mais surpreendente ainda é o facto de a média de doações para a campanha de Sanders nos últimos três meses de 2015 ter sido de apenas 27,16 dólares.

10 - É a favor das armas, se for só para caçar

Um dos pontos que mais ataques valeram a Sanders é a sua posição sobre as armas. Senador de um estado rural, onde a caça é uma atividade comum, num debate Sanders explicou: "No meu estado as armas são para caçar. Em Chicago são usadas para miúdos dos gangues matarem outros miúdos ou para disparar contra os agentes da polícia". Ao longo dos anos, votou várias vezes contra leis que pretendiam reforçar o controlo sobre a venda de armas.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG