Valls alerta: "É possível" Le Pen ganhar as presidenciais de 2017

O primeiro-ministro francês alertou para "o perigo que a extrema-direita representa"

O primeiro-ministro francês, Manuel Valls, considerou hoje que "é possível" Marine Le Pen, candidata do partido de extrema-direita Frente Nacional, ganhar as presidenciais de 2017 em França, impulsionada pela vitória de Donald Trump nos EUA.

"É possível", disse Valls numa conferência economia em Berlim em resposta a uma pergunta sobre se Le Pen tem hipóteses de vencer nas eleições previstas para 07 de maio.

"Todos os estudos de opinião dizem que a candidata Marine Le Pen estará presente na segunda volta. [...] Isso que dizer que o equilíbrio da vida política francesa vai mudar completamente", prosseguiu, alertando para "o perigo que a extrema-direita representa" numa altura em que as atenções estão centradas nas primárias dos partidos de esquerda e de direita.

"Naturalmente não vou misturar tudo: Trump era o candidato de um grande partido, o Partido Republicano, que já dominava o Congresso e vários estados dos Estados Unidos. Mas é o seu discurso e as suas propostas que são preocupantes", disse o primeiro-ministro francês.

Em 2002 a Frente Nacional conseguiu chegar à segunda volta das presidenciais com o seu então líder, Jean-Marie Le Pen, pai de Marine, que na primeira volta surpreendeu ao deixar para trás o primeiro-ministro socialista Lionel Jospin. Na segunda, no entanto, foi derrotado por ampla margem por Jacques Chirac, com 17,8% e 82,2% respetivamente.

Exclusivos