Durão Barroso confiante no futuro da UE mesmo com Brexit

Para ex-presidente da Comissão Europeia, Brexit explica-se "de certa forma" pela "posição sempre excecional" em que o Reino Unido esteve na União Europeia.

O ex-presidente da Comissão Europeia (CE) José Manuel Durão Barroso manifestou hoje confiança no futuro da União Europeia (UE), que tem registado progressos, mesmo depois da decisão britânica de abandonar a organização.

Durão Barroso falava à agência Lusa à margem dos trabalhos do Fórum Político do Estoril 2017, que decorre no Estoril até quarta-feira, promovido pelo Instituto de Estudos Políticos da Universidade Católica Portuguesa (IEP-UCP), sob o lema "Defender a Tradição Ocidental de Liberdade dentro da Lei".

"Essencialmente, a minha mensagem é de confiança no futuro da União Europeia. Entendo que há dificuldades, conheço bem essas dificuldades, mas acho que devemos ver a evolução numa perspetiva de médio prazo", afirmou Durão Barroso.

Para o ex-presidente da CE, nos últimos tempos, "houve uma notícia negativa, que foi a do Brexit", situação que, defendeu, se explica "de certa forma" pela "posição sempre excecional" em que o Reino Unido esteve na UE.

O Reino Unido não faz parte nem de Schengen, nem da união económica e monetária e estava também fora de alguns capítulos da justiça e assuntos internos.

Durão Barroso indicou, por outro lado, que durante a crise económica recente, a UE conseguiu "desenvolvimentos positivos", destacando o lançamento da união bancária.

"Hoje, as instituições europeias, da Comissão ao Banco Central Europeu (BCE), têm mais poderes do que antes da crise", frisou.

"É óbvio que os países europeus, mesmo os de maior dimensão, sozinhos, não têm a mesma capacidade de influência que os Estados Unidos ou a China, por exemplo, razão pela qual é necessário haver uma partilha de soberania para projetar os nossos valores e para defender os nossos interesses", defendeu o ex-presidente da Comissão Europeia.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG