Dono da Octapharma referido nos Papéis do Panamá

Advogado de Lalanda e Castro confirmou a existência de duas empresas, mas garantiu que além de não ter residência em Portugal desde 2011, ambas foram reportadas às autoridades suíças

O dono da Octapharma, que contratou José Sócrates como consultor em 2013, aparece nos documentos da Mossack Fonseca. Joaquim Paulo Nogueira Lalanda e Castro surge como proprietário de duas empresas de offshores criadas nas Ilhas Virgens Britânicas: a New Ruby One e a New Ruby Two. As duas sociedades são "diretoras" da Intelligent Life Solutions, ou ILS, uma empresa que Lalanda e Castro já admitiu deter, e foram constituídas em 2011 e continuam ativas.

Através do seu advogado, Paulo Farinha Alves, Lalanda e Castro confirmou, segundo avança a TVI24, a existência das duas empresas, mas salientou que o seu cliente "não é residente fiscal em Portugal desde 2011 e que as sociedades foram criadas após essa data". O advogado garantiu ainda que ambas foram "devidamente reportadas às autoridades fiscais suíças" e que "não são detentoras de qualquer ativo e/ou participação social em Portugal".

A TVI24 avança que é através destas duas empresas que se estabelece uma ligação à Operação Marquês, pois as duas são "diretoras" da empresa que Lalanda e Castro admitiu deter: a Intelligent Life Solutions. Nos documentos é descrito que através desta empresa foi fechado um negócio de meio milhão de euros com Carlos Santos Silva, amigo de infância do antigo primeiro-ministro.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG