Trump pressiona republicanos a substituirem Obamacare rapidamente

Presidente eleito quer que rejeição do Obamacare seja votada no congresso na próxima semana

Donald Trump pressionou esta terça-feira os republicanos a rejeitarem rapidamente o Obamacare e a encontrarem um sistema de saúde que o possa substituir.

"Vamos ao que interessa. O Obamacare tem sido catastrófico", afirmou Donald Trump numa entrevista ao New York Times.

O presidente eleito dos Estados Unidos está assim a contribuir para o debate que se formou nos últimos meses entre os republicanos que querem revogar o ObamaCare, e os republicanos que pedem que o encerramento do programa seja adiado por dois ou três anos, enquanto tentam encontrar uma alternativa válida para a reforma do sistema de saúde.

Trump quer que haja uma votação no congresso, "provavelmente para a próxima semana", para revogar o programa de saúde. "A substituição irá acontecer muito rapidamente ou simultaneamente, pouco tempo depois" da votação, segundo o presidente.

"Sinto que a rejeição e substituição têm de acontecer ao mesmo tempo" disse Trump. "Não pode ser rejeições e dois anos depois começamos outro plano", acrescentou o presidente.

O presidente não se mostra disposto a adiar a resolução deste assunto e diz que algumas semanas já seriam demasiado tempo.

Olhando para o congresso, o caso poderá não ser resolvido assim tão rapidamente. Segundo o New York Times, os republicanos estão longe de um acordo neste momento e alguns afirmaram publicamente que se recusam a votar pela revogação do Obamacare até ser encontrada uma alternativa.

Nem Trump nem os republicanos do Congresso apresentaram ainda um plano pormenorizado da sua alternativa ao ObamaCare, e os democratas têm denunciado que os mais de 20 milhões de cidadãos que conseguiram a cobertura de um seguro de saúde com a reforma do Presidente cessante estão em risco de a perder.

Com Lusa

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG