Dois candidatos detidos pouco antes da votação nas eleições municipais

Candidatos foram detidos por divulgação de propaganda

Dois candidatos que disputam lugares nas eleições municipais de hoje, no Brasil, foram detidos antes da abertura das urnas, por divulgação de propaganda, segundo informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Os casos ocorreram em Passo de Torres, no estado de Santa Catarina, e em Tupã, no estado de São Paulo, tendo ainda sido registada uma situação de aliciamento de um eleitor por parte de um candidato, mas que não resultou em prisão.

De acordo com o TSE, outras quatro pessoas foram detidas no Rio de Janeiro por divulgação de propaganda, outras cinco foram presas em Santa Catarina e duas em São Paulo por motivos não especificados.

No primeiro boletim divulgado pelo TSE, foram também dadas a conhecer outras oito ocorrências envolvendo eleitores, mas que não terminaram em prisão, e a substituição de nove urnas.

Num país onde é obrigatório votar, cerca de 144 milhões de eleitores deslocam-se hoje às urnas para escolher os próximos vereadores, presidentes e vice-presidentes de câmara em 5.568 municípios.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG