Divorcia-se rei da Malásia que renunciou ao trono por amor

Mohammed V e Rihana Oksana têm um filho em comum.

A história de amor entre Mohammed V de Kelantan, que foi rei da Malásia até aos princípios de janeiro, e a ex-modelo russa Rihana Oksana Voevodina, chegou ao fim de forma inesperada, ao fim de sete meses de casamento. Recorde-se que o rei renunciou ao trono no início do ano, após ter casado com a Miss Moscovo 2015.

De acordo com o El País , a imprensa local noticiou esta quarta-feira documentos públicos do divórcio. Ainda não são conhecidas as razões para o fim da relação, mas há indícios que apontam para uma separação litigiosa. Há relatos dando conta que o divórcio foi realizado da forma mais severa prevista na lei islâmica, o chamado triplo talaq, em que basta o marido repetir a palavra "talaq" três vezes para que a separação se concretize de imediato.

A história entre o casal começou igualmente de forma misteriosa, sem anúncio prévio de casamento por parte do rei. A cerimónia teve lugar em Moscovo.

A família real incomodou-se desde cedo com Rihana, por ser muito mais nova do que o noivo e conhecida apenas como vencedora de um concurso de beleza. Para uma sociedade acostumada à discrição, o facto de a ex-modelo expor a sua vida nas redes sociais também não foi bem vista.

A ex-modelo russa, que trabalhou durante anos na China e na Tailândia, converteu-se ao Islão aos 25 anos (religião oficial da Malásia) e adotou o nome de Rihana Oksana Voevodina. Após seis meses de casamento, deu à luz um filho. Na altura surgiu uma polémica quando foram descobertas imagens de um reality show em que Oksana participou. As imagens mostravam cenas íntimas entre a jovem e um concorrente.

Desde que o país se tornou uma monarquia parlamentar, Mihammed V foi o primeiro rei da história moderna da Malásia a renunciar o trono.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG