Desabamento do teto de igreja provoca pelo menos 13 mortos na África do Sul

Chuvas fortes estarão na origem do desmoronamento na igreja em Dlangubo, no norte de Durban.

Pelo menos treze pessoas morreram e mais de uma dezena ficaram feridas na África do Sul pelo desabamento parcial do teto de uma igreja durante uma missa na província KwaZulu Natal (nordeste), divulgaram hoje as autoridades locais.

O acidente ocorreu na noite de quinta-feira numa igreja pentecostal em Dlangubo, no norte de Durban, durante uma missa, disse o porta-voz do Ministério de Assuntos Locais, Lennox Mabaso.

"O telhado do edifício desmoronou devido as fortes chuvas de ontem (quinta-feira)", disse o responsável a um órgão de informação local, citado pela agência Efe, referindo que, "de momento, existem 13 mortos".

Um porta-voz para os serviços de emergência da província, Rabert McKenzie, confirmou esta avaliação.

"Que tragédia: 13 mortos e 16 pessoas feridas tratadas nos serviços de emergência", escreveu na sua conta do 'Twitter'.

As autoridades locais estão a caminho do local do acidente, disse Lennox Mabaso.

Exclusivos

Premium

Ferreira Fernandes

A angústia de um espanhol no momento do referendo

Fernando Rosales, vou começar a inventá-lo, nasceu em Saucelle, numa margem do rio Douro. Se fosse na outra, seria português. Assim, é espanhol. Prossigo a invenção, verdadeira: era garoto, os seus pais levaram-no de férias a Barcelona. Foram ver um parque. Logo ficou com um daqueles nomes que se transformam no trenó Rosebud das nossas vidas: Parque Güell. Na verdade, saberia só mais tarde, era Barcelona, toda ela.