Criminosos invadem cidade para assaltar banco e espalham pânico no sul do Brasil

Um grupo de 30 homens encapuzados e armados semeou o terror durante um assalto a um banco em Criciúma, cidade localizada no interior do estado brasileiro de Santa Catarina, onde os ladrões fizeram reféns e bloquearam estradas.

Segundo a polícia local, homens "muito bem preparados" participaram no assalto e utilizaram um método de "ação simultânea" para causar terror e dispersar as autoridades durante o crime.

O assalto ocorreu no início da madrugada, quando a cidade foi totalmente bloqueada pela ação dos assaltantes, que invadiram o centro de Criciúma, cidade com cerca de 200 mil habitantes, disparando tiros e fazendo reféns enquanto roubavam uma agência do Banco do Brasil.

Os agressores atacaram um grupo da polícia e fizeram reféns vários funcionários que pintavam faixas de segurança nas ruas. Também montaram barricadas para impedir que os polícias entrassem no local do crime.

Um camião que passava por um túnel na cidade foi incendiado, mas os bombeiros conseguiram conter as chamas.

Até ao momento não se sabe o valor total do roubo, parte do qual foi deitado na rua pelos agressores para entreter as autoridades enquanto fugiam.

No entanto, estima-se que seja um valor alto, devido à quantidade de caixas de dinheiro que as autoridades puderam observar na carroceira de um camião usado no crime. A ação foi qualificada como "extremamente violenta".

O presidente da câmara da cidade, Celsio Salvaro, pediu calma aos habitantes, que divulgaram mensagens sobre o crime nas redes sociais.

Durante o ataque, um polícia e um segurança ficaram feridos.

O assalto foi tão violento que as autoridades tiveram de solicitar reforços dos batalhões vizinhos.

As autoridades da polícia brasileira informaram os meios de comunicação locais que os criminosos fugiram em 10 carros de grande potência e grande valor comercial, que depois deixaram abandonados a cerca de 18 quilómetros da cidade.

Até, agora ninguém foi detido.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG