Criança desaparecida há 25 anos terá morrido por acidente

As autoridades descartam a hipótese de crime depois de três semanas de escavações

A polícia britânica acredita que Ben Needham, criança desaparecida na ilha de Kos, Grécia, em 1991, morreu num acidente trágico. Após a reabertura da investigação e três semanas de escavações, as autoridades encontraram pelo menos um objeto que estaria na posse da criança, tendo concluído que esta deverá ter sido vítima de um acidente fatal.

Bem Needham tinha 21 meses quando foi visto pela última vez, a 24 de julho de 1991, junto a uma quinta na ilha de Kos. Os investigadores lançaram uma nova busca depois de ter surgido indicações de que o rapaz havia morrido nesse dia atropelado por uma escavadora que trabalhava no terreno da zona em causa. A pista foi dada por um habitante que esperou que o motorista da escavadora, Konstantinos Barkas, morresse para ir falar com a polícia.

Na sequência das novas escavações no terreno, que terminaram no domingo passado, as autoridades encontraram vários bens sem significado relevante, segundo afirmaram hoje em conferência de imprensa no local. Mas um deles, que não foi identificado, foi considerado importante e mostrado aos pais de Ben. Alegadamente estava na sua posse no dia em que desapareceu.

O responsável pela investigação garantiu que continuará em busca de respostas para dar à família de Ben Needham. A mãe da criança, Kerry Needham, afirmou que, em 25 anos, esta foi a primeira vez que alguém a ouviu e que lhe tentou dar uma resposta para aquilo que terá acontecido.

Anteriormente, Kerry Needham afirmara ao Daily Mirror que se sentia no limbo. "Por amor de Deus, ajudem-me a encontrá-lo. Sabemos que está morto mas temos de o encontrar", disse.