Mais de 30 mil mortos no mundo, EUA com mais de 120 mil casos

Os principais acontecimentos relativos à pandemia do novo coronavírus, em Portugal e no mundo deste sábado, 28 de março de 2020.

A pandemia do novo coronavírus matou pelo menos 30.003 pessoas no mundo inteiro, dois terços dos quais na Europa, desde que a doença surgiu na China, segundo um balanço da AFP, a partir de dados oficiais.

O presidente dos EUA, Donald Trump, admitiu hoje a possibilidade de impor quarentena em três estados, incluindo Nova Iorque, para travar a pandemia de covid-19 nas regiões mais críticas. O estado de Nova Iorque é o epicentro da pandemia nos Estados Unidos, com 52.318 confirmados e 728 mortes, num total de mais de 115 mil infetados nos EUA.

O Reino Unido ultrapassou as mil mortes provocadas pela pandemia de covid-19, tendo registado 260 mortes nas últimas 24 horas, segundo um relatório oficial. O número de mortos no Reino Unido é este sábado (28 de março) de 1019 e o número de pessoas com casos confirmados de infeção é 17.089.

Entre os doentes encontra-se o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, e o seu ministro da Saúde, Matt Hancock, enquanto o ministro responsável pela pasta da Escócia, Alister Jack, está isolado há sete dias, depois de ter revelado sintomas semelhantes aos de covid-19, sem ter sido testado.

Em Portugal o número de mortos subiu para 100, anunciou este sábado a Direção-Geral da Saúde. Ao mesmo tempo, o número de infetados no nosso país cresceu para 5170, de acordo com o último boletim epidemiológico que inclui os dados recolhidos até às 24:00 do dia anterior.

Na sexta-feira, Portugal registava 4268 infetados, 76 mortos e 43 recuperados da infeção causada pela covid-19

Entretanto, a urgência pediátrica do Hospital Fernando Fonseca (Amadora), encerra a partir deste sábado (28 de março) no período noturno e até ao próximo dia 11 de abril, após serem detetados casos de contaminação com o novo coronavírus, anunciou a unidade hospitalar.

Em todo o mundo as mortes já ultrapassaram as 27000, com cerca de 600 mil pessoas infetadas. Os Estados Unidos, que já ultrapassaram a barreira dos 100 mil infetados por covid-19, são o país mais afetado pela pandemia.

Itália continua a ser o país com mais mortes registadas, mais de nove mil, seguida de Espanha, que ultrapassou a barreira dos cinco mil. A China, onde começou este surto, registou apenas três novas mortes nas últimas 24 horas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG