Confronto entre marinha britânica e Guardia Civil acaba com "tiros de aviso"

Confronto junto à costa de Gibraltar foi noticiado em Espanha em abril, e envolveu a passagem de um submarino norte-americano

O tabloide britânico The Sun, assim como o jornal The Telegraph, escrevem esta quinta-feira sobre um confronto entre a Guardia Civil espanhola e a marinha britânica junto à costa de Gibraltar, que aconteceu em abril. Ambos citam fontes do exército que afirmam que um navio da marinha britânica foi forçado a disparar "tiros de aviso" para alertar um navio espanhol que estava a interferir no trajeto de um submarino norte-americano, que se preparava para atracar em Gibraltar, território britânico ultramarino.

A 19 de abril, o jornal digital espanhol El Confidencial e o jornal local Andalucía Información ambos davam conta de um encontro desagradável entre as marinhas dos dois países perto de Gibraltar. Segundo o El Confidencial, o governo de Gibraltar prometera apresentar uma queixa formal à marinha espanhola pelo desacato, que teve lugar sábado, dia 16 de abril.

O El Confidencial escrevia então que um navio espanhol chamado Rio Cedeña, com base em Algeciras, se tinha aproximado demasiado das manobras de um submarino norte-americano que estava a entrar no porto de Gibraltar. O submarino nuclear, que transportava mísseis, ia fazer uma breve paragem em Gibraltar quando o Rio Cedeña se aproximou da rota que este percorria. O jornal espanhol, que sublinha estar a dar apenas a versão da história das autoridades britânicas, acrescenta que o Rio Cedeña se chegou a atravessar no caminho do submarino norte-americano, tendo sido afastado e redirecionado por uma lancha britânica.

Esta quinta-feira, o jornal The Sun escreve que o navio espanhol de patrulha costeira tentou por duas vezes passar pela rota do submarino espanhol, levando um dos navios da marinha britânica a disparar "tiros de aviso" para forçar o outro navio a afastar-se. O The Telegraph cita "fontes da defesa" que explicaram que é muito raro ser necessário disparar este tipo de sinal de aviso para alertar os navios espanhóis. "Só aconteceu um par de vezes nos últimos dois anos", escreve esse jornal.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG