Cinco mortos e 12 desaparecidos em queda de ponte

Estrutura cedeu no momento em que se encontravam no local de três dezenas de estudantes de Medicina

Pelo menos cinco estudantes morreram e 12 outros estão desaparecidos após a queda hoje de uma ponte num local turístico da Caxemira paquistanesa, anunciaram as autoridades, que têm pouca esperança de encontrar sobreviventes.

A ponte cedeu no momento em que cerca de três dezenas de estudantes de diversas escolas de medicina da província do Pendjab se encontravam no local para admirar uma queda de água.

"Recuperámos os corpos de quatro rapazes e o de uma rapariga. Doze outros continuam a não responder à chamada e temos pouca esperança em relação a eles porque a água está muito fria", declarou à agência France Presse Chaudhary Imtiaz, um alto funcionário da cidade de Muzaffarabad.

"O acidente ocorreu no desfiladeiro de Jagran na zona de Kundal Shahi, a cerca de 60 quilómetros a nordeste de Muzaffarabad", adiantou, indicando que oito outros estudantes ficaram feridos.

Um responsável local da polícia, Saleem Durrani, confirmou o balanço e precisou que um painel perto da ponte adverte os visitantes para não se juntarem mais de cinco pessoas de cada vez.

Os vales e as montanhas da Caxemira paquistanesa são populares entre os turistas, mas as infraestruturas são fracas.

A área de Caxemira está dividida em três zonas: uma sob controlo do Paquistão, outra sob controlo da Índia e uma terceira sob administração chinesa reivindicada pela Índia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG