Centenas de documentos secretos encontrados em loja

Alguns dos documentos, que não devem ser publicados até 20 anos após a sua produção, foram classificados como "altamente secretos"

O Governo australiano determinou hoje uma "investigação urgente" para apurar como é que centenas de documentos secretos e classificados, obtidos pela televisão ABC, foram parar a uma loja de artigos em segunda mão.

O secretário do gabinete do primeiro-ministro ordenou a investigação, pouco depois de a ABC ter revelado uma das maiores falhas de segurança na história da Austrália.

"Dado que a investigação está em curso, não é adequado comentarmos mais neste momento", lê-se num comunicado publicado pela comunicação social que não esclarece o conteúdo dos documentos.

Alguns dos documentos, que não devem ser publicados até 20 anos após a sua produção, foram classificados como "altamente secretos", pelo que só podem ser vistos por cidadãos do país.

Os documentos foram encontrados em dois armários fechados a cadeado que foram comprados em Camberra por uma pessoa não identificada numa loja de móveis usados.

Após a compra, o proprietário encontrou "milhares de páginas de documentos oficiais" que, supostamente, foram entregues à estação, que os designou de tesouro.

As lojas de artigos em segunda mão estão abertas a qualquer pessoa, pelo que, hipoteticamente, aqueles documentos poderiam ter acabado nas mãos de "agentes ou governos estrangeiros".

Exclusivos