Casal milionário encontrado morto em caso "suspeito"

Corpos de fundador de farmacêutica e da mulher estavam na cave

A polícia canadiana está a investigar a misteriosa morte de Barry Sherman, fundador da farmacêutica Apotex Inc, e da mulher, Honey, um dos casais mais ricos do canadá, cujos corpos foram encontrados na mansão onde residiam, na sexta-feira, na região de Toronto.

As autoridades consideram as circunstâncias da morte de ambos suspeitas. Não havia vestígios de entrada forçada na mansão.

Os corpos estavam na cave da mansão e foram encontrados, segundo a imprensa local citada pela agência Reuters, por um agente imobiliário que estava a preparar uma "casa aberta". O casal tinha colocado a residência à venda recentemente por quase sete milhões de dólares canadianos (cerca de 4,5 milhões de euros).

Barry Sherman fundou a Apotex em 1974, a qual conseguiu grande crescimento graças à introdução de genéricos que substituíram os medicamentos de marca no mercado.

A Forbes estima que a fortuna de Bary Sherman rondasse os 3,2 mil milhões de dólares norte-americanos. A Apotex, com 11 mil funcionários e vendas anuais de 2 mil milhões de dólares canadianos, é a farmacêutica genérica na sétima posição das mais bem sucedidas no mundo.

O primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau, já lamentou a morte do casal.

O casal era conhecido pela sua vertente de filantropia, doando milhões a hospitais, universidades e organizações judaicas, segundo a CBC.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG