Canárias assoladas por tempestade de vento e areia. Todos os voos para as ilhas foram cancelados

Ventos de 160 quilómetros por hora em todo o arquipélago, incêndios na Gran Canaria, o pó a pesar no ar. A tempestade deste fim de semana nas Canárias levou ao cancelamento dos festejos de Carnaval e de todos os voos para as ilhas espanholas.

A tempestade de areia e vento, com rajadas que chegaram aos 160 quilómetros por hora está a provocar estragos nas Canárias, noticia o jornal espanhol El País. A AENA, que administra os aeroportos espanhóis, suspendeu este domingo todas as ligações aéreas às ilhas devido à falta de visibilidade.

Mas são os incêndios na Gran Canaria, que já levaram ao desalojamento de 250 pessoas, a maior razão de preocupação, sobretudo por causa da intensidade do vento, que parece não dar tréguas e está a dificultar o trabalho dos bombeiros no combate às chamas.

Os incêndios e a tempestade levaram a um aumento das temperaturas de mais de 10 graus, tendo estas chegado aos 36º em algumas zonas do arquipélago. A baixa visibilidade, que ontem já tinha levado ao encerramento de três aeroportos da Gran Canaria e de Tenerife e à suspensão de 230 voos, fizeram a AENA cancelar todo o tráfego aéreo para aquelas ilhas.

Também o tráfego marítimo foi afetado, com o cancelamento das ligações entre Fuerteventura e Lanzarote e San Sebastián de La Gomera e Valle Gran Rey devido às más condições meteorológicas.

Além disso, diz o El País, a concentração de partículas de pó no ar que este temporal está a provocar elevou as ilhas a zona com pior qualidade do ar do planeta e é alarmante no que respeita a doenças respiratórias. Segundo a Organização Mundial de Saúde, uma concentração superior a 50 µg/m³ é problemática. Nas Canárias, esta já chegou aos 900 µg/m³.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG