Califórnia proibe abertura de restaurantes, bares e cinemas durante três semanas

O governador do estado norte-americano da Califórnia proibiu esta quarta-feira o funcionamento de serviços de restauração em espaços fechados em Los Angeles e em 18 outros condados, com o objetivo de conter a escalada de novos casos de covid-19.

A proibição decretada por Gavin Newsom, aplicada a condados particularmente afetados pelo novo coronavírus, tem a duração de "pelo menos três semanas".

A restrição abrange também bares, cinemas e museus que possam já ter sido reabertos.

"Estes 19 condados representam mais de 70% da população da Califórnia", com uma população total de 40 milhões de habitantes, sublinhou o governador, numa conferência de imprensa virtual.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 512 mil mortos e infetou mais de 10,56 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (127.681) e mais casos de infeção confirmados (mais de 2,65 milhões).

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG