Brexit: Juncker otimista sobre acordo este mês ou em novembro

Não haver acordo "não seria bom nem para a Grã-Bretanha nem para o resto da União", afirmou Juncker

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, manifestou-se este sábado otimista quanto a um acordo entre Bruxelas e Londres para as condições do 'Brexit', a alcançar este mês ou em novembro.

"Devemos distanciarmo-nos do cenário de um 'no deal' [não acordo]. Não seria bom nem para a Grã-Bretanha nem para o resto da União", afirmou Juncker em entrevista a três jornais austríacos.

Questionado sobre se o acordo poderá ser alcançado antes da cimeira da União Europeia do próximo dia 18 e 19 de outubro ou se será necessário realizar uma cimeira extraordinária em novembro, Juncker respondeu: "Tenho motivos para pensar que o potencial de aproximação entre ambos os lados aumentou nos últimos dias, mas não se pode prever se chegaremos a um consenso já em outubro".

"Se não, será em novembro", acrescentou.

Juncker afirmou igualmente que deverá ser consensualizada uma declaração política que acompanhe o tratado de saída. "Ainda não chegámos a esse ponto, mas permanece a nossa vontade de alcançar um acordo com o Governo britânico", declarou.

Exclusivos

Premium

Alentejo

Clínicos gerais mantêm a urgência de pediatria aberta. "É como ir ao mecânico ali à igreja"

No hospital de Santiago do Cacém só há um pediatra no quadro e em idade de reforma. As urgências são asseguradas por este, um tarefeiro, clínicos gerais e médicos sem especialidade. Quando não estão, os doentes têm de fazer cem quilómetros para se dirigirem a outra unidade de saúde. O Alentejo é a região do país com menos pediatras, 38, segundo dados do ministério da Saúde, que desde o início do ano já gastou mais de 800 mil euros em tarefeiros para a pediatria.