Bolsonaro vence em Portugal

O candidato da extrema-direita (PSL) Jair Bolsonaro, venceu nos consulados brasileiros em Portugal, com mais de 50 % dos votos.

"Quase 60% dos votos, mais concretamente 59,80%, em Faro foram para o candidato Jair Bolsonaro", disse à Lusa o representante diplomático responsável pelo ato eleitoral no consulado de Faro, salientando que a afluência às urnas foi "fraca". Apenas 22% dos eleitores inscritos.

A fonte consular explicou que a afluência foi maior durante o período da manhã, tendo à tarde havido alguns fluxos maiores de eleitores de acordo com os horários das chegadas dos comboios a Faro.

"Muito dos eleitores não residem em Faro, vem de outras zonas do Algarve ou do Alentejo, uma vez que a área de abrangência do consulado vai até Portalegre", incluindo distritos de Évora e Beja, explicou.

No Porto, Jair Bolsonaro também venceu com larga maioria, disse à Lusa a vice-consul Lígia Verde, que adiantou que em segundo lugar ficou Ciro Gomes (o candidato que encabeça o Partido Democrático Trabalhista), ficando em terceiro o candidato do PT, Fernando Haddad.

Naquele consulado "a afluência foi enorme", chegando a haver pessoas que esperaram cerca de três horas para votar, admitiu a vice-cônsul.

"A afluência foi bem maior do que a esperada", afirmou Lígia Verde.

Em Lisboa, o candidato de extrema-direita conquistou 56% dos votos dos brasileiros que votaram.

O número foi divulgado esta noite, na antena da TSF, pela jornalista Juliana Miranda, que obteve os números junto do Consulado-Geral do Brasil em Lisboa, depois de ter passado todo o dia junto à Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, um dos locais de votação em Portugal.

Um total de 147,3 milhões de brasileiros foram chamados este domingo a votar nas eleições em que estarão em disputa o cargo de Presidente, mas também de representantes no parlamento (Câmara dos Deputados e Senado) e nos governos regionais.

Cerca de 40 mil brasileiros residentes em Portugal estavam aptos a votar nesta primeira volta das eleições presidenciais, segundo dados da Embaixada do Brasil em Portugal. Mais 10 mil recenseados do que em 2014.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG