Boris Johnson recebeu em Downing Street o enfermeiro português que lhe salvou a vida

Primeiro-ministro inglês recebeu ainda outros médicos e enfermeiros que o trataram quando esteve hospitalizado com coronavírus, no dia em que o Serviço Nacional de Saúde britânico celebrou os 72 anos.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, recebeu este domingo em Downing Street o enfermeiro português Luís Pitarma, a quem no passado agradeceu o facto de ter ajudado a salvar a sua vida quando esteve internado com o novo coronavírus.

"Esta tarde, tive a honra de receber em Downing Street aqueles que cuidaram de mim no Hospital de St. Tomas, no dia em que celebramos o 72.º aniversário do nosso Sistema Nacional de Saúde", escreveu o primeiro-ministro no Twitter.

Além de Luís Pitarma esteve também presente a enfermeira neozelandesa Jenny McGee. O primeiro-ministro tinha agradecido a ambos num vídeo quando teve alta, após ter estado internado e ter passado pelos cuidados intensivos do hospital.

Boris Johnson testou positivo para o novo coronavírus a 27 de março e ficou em isolamento em Downing Street, continuando a trabalhar, até que foi internado a 5 de abril porque a sua respiração estava comprometida. No dia seguinte, foi colocado na unidade de cuidados intensivos, onde passou três dias, sem nunca ter contudo ficado ligado a um ventilador, tendo tido alta no dia 12.

"Espero que não se importem, mas tenho de referir dois nomes, que estiveram ao meu lado durante 48 horas quando as coisas poderiam ter dado para o torto", disse Boris Johnson no vídeo antes de mencionar os dois enfermeiros "Jenny da Nova Zelândia e Luís de Portugal, de perto do Porto".

O português agradeceu mais tarde num comunicado: "Não tenho palavras para descrever como me senti quando vi [o vídeo]. Deixou-me bastante comovido. Fiquei realmente surpreendido, mas muito feliz. Eu nunca pensei que teria um destaque assim. A mensagem do primeiro-ministro realmente veio do coração. Foi a mensagem mais honesta que eu já vi", disse.

Pitarma, que passou as três noites junto do político enquanto esteve internado nos cuidados intensivos, disse ainda ter ficado "muito orgulhoso", não só por si, "mas por toda a equipa".

Natural de Aveiro, Luís Pitarma, 29 anos, formou-se na Escola Superior de Enfermagem de Lisboa, tendo realizado um ano de Erasmus na universidade de Lathi, na Finlândia. Após o reconhecimento por Boris Johnson, recebeu também um telefonema do Presidente Marcelo Rebelo de Sousa.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG