Biden anuncia mulheres para a chefia da economia

Futuro presidente escolhe Janet Yellen, antiga diretora da Reserva Federal, para o Tesouro, e Neera Tanden para a Gestão e Orçamento.

Joe Biden anunciou formalmente na segunda-feira a sua equipa económica, incluindo Neera Tanden, a até agora administradora da organização de esquerda Center for American Progress, como diretora do Gabinete de Gestão e Orçamento, e a economista Janet Yellen como sua secretária do Tesouro, como já era esperado.

"À medida que começamos a trabalhar para controlar o vírus, esta é a equipa que irá proporcionar alívio económico imediato ao povo americano durante esta crise económica e ajudar-nos a reconstruir a nossa economia melhor do que nunca", disse Biden numa declaração.

A confirmar-se a nomeação no Senado, Yellen, de 74 anos, tornar-se-á na primeira mulher a liderar o Departamento do Tesouro e Tanden, cujos pais emigraram da Índia, a primeira mulher não branca a supervisionar essa agência.

"Enfrentamos neste momento grandes desafios como país. Para recuperar, temos de restaurar o sonho americano - uma sociedade em que cada pessoa possa desenvolver o seu potencial e sonhar ainda mais para os seus filhos", disse Yellen no Twitter.

"Como secretária do Tesouro, vou trabalhar todos os dias no sentido de reconstruir esse sonho para todos."

Biden confirmou as notícias que davam a afro-americana Cecilia Rouse como presidente do Conselho de Consultores da Economia - mais uma novidade absoluta. Rouse é especializada em economia do trabalho na Universidade de Princeton.

Os economistas Jared Bernstein e Heather Boushey completam a equipa do conselho de consultores.

Biden anunciou também planos para nomear Wally Adeyemo, um perito em política macroeconómica com experiência anterior do governo federal, como secretário adjunto do tesouro. Adeyemo, um advogado formado em Yale, nasceu na Nigéria.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG