Bebé que morreu com 18 dias pode ter apanhado doença de um beijo

Criança contraiu um vírus que levou a uma meningite

Mariana Reese Sifrit, de apenas 18 dias, morreu esta quarta-feira num hospital no estado do Iowa, nos EUA, devido a uma meningite. Sem o sistema imunitário completamente desenvolvido, não existem certezas sobre como contraiu a doença, mas pode ter sido através de um simples beijo.

De acordo com o Independent, o vírus HSV-1, que a bebé contraiu, costuma causar aftas e raramente se desenvolve para uma meningite, como foi o caso. Quem tem o vírus pode transmiti-lo mesmo que não tenha nenhuma ferida aberta. Daí que o beijo, ou um simples toque na bebé, possa ser justificação para esta ter apanhado o vírus. "Não deixem ninguém beijar o vosso bebé", escreveu, inclusivamente, a mãe da criança nas redes sociais.

Nicole e Shane Sifrit, os pais, casaram-se cinco dias depois de Mariana nascer. Durante o casamento, apenas passadas duas horas da cerimónia, a bebé tinha parado de comer e estava a ser difícil acordá-la.

Quando transportada para o hospital, os pais foram informados que a bebé tinha 24 horas de vida. Ainda viveu mais dez dias. Os órgãos entraram rapidamente em falência e a criança foi sujeita a vários tratamentos, pequenas intervenções cirúrgicas e diálise.

Durante o internamento, Nicole foi descrevendo o estado de saúde da filha e a luta que a família travava. Foi a mãe da bebé que anunciou, no Facebook, a morte de Mariana.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG