Avaria em montanha-russa deixa pessoas a 30 metros do chão durante duas horas

Foi detetada uma falha no dispositivo de regulação de um dos motores, o que obrigou à ativação do sistema de segurança

Sessenta e quatro pessoas ficaram suspensas a 30 metros do chão durante duas horas na montanha-russa "Flying Dinosaur", que está no parque da Universal Studios, em Tóquio, no Japão.

Duas carruagens imobilizaram-se após a deteção de uma falha no dispositivo de regulação de um dos motores, o que ativou o sistema de segurança. Cada carruagem transportava 32 pessoas.

Segundo informações avançadas pela Kyodo News, os funcionários do parque temático encaminharam depois os passageiros para o solo através de um caminho ao longo dos carris da montanha-russa, para que ocorressem depois as operações necessárias à reparação do sistema e as verificações de segurança.

Esta não foi a primeira vez que a montanha-russa sofreu uma avaria durante o horário de funcionamento. Problemas semelhantes já tinham acontecido em agosto e em setembro de 2017.

A "Flying Dinossaur" foi inaugurada em março de 2016 e conta com um percurso de 1120 metros, encontrando-se o ponto mais alto da viagem a 37 metros do solo.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG