Atum vendido por mais de 605 mil euros no leilão de Ano Novo em Tóquio

Pelo sexto ano consecutivo, o "vencedor" foi o presidente da cadeia de restaurantes Sushizanmai, que detém o recorde: em 2013 pagou 1,27 milhões de euros por um atum

Um atum rabilho foi vendido hoje por mais de 605 mil euros no leilão de Ano Novo no mercado de peixe de Tsukiji, em Tóquio. Este pode ter sido o último leilão de Ano Novo no mítico mercado, que aguarda mudança para novas instalações.

O atum, que custou cerca de 2 857 euros por quilo, tinha 212 quilos, e foi pescado em Oma, em Aomori, no norte do Japão.

Pelo sexto ano consecutivo, o "vencedor" foi o presidente da cadeia de restaurantes Sushizanmai, Kiyoshi Kimura, que detém o recorde: em 2013 pagou 155,4 milhões de ienes (1,27 milhões de euros) por um atum rabilho. A licitação vencedora deste ano foi a segunda mais alta num leilão de Ano Novo em Tsukiji.

Há um motivo para o preço excessivo: licitar alto no primeiro leilão do ano é também uma questão de superstição para os japoneses, conhecida como "goshugi soba", e é uma honra (e dá estatuto) ficar em primeiro.

O leilão de Ano Novo de hoje poderá ser o último deste tipo realizado nas atuais instalações do mercado de Tsukiji, uma das atrações turísticas mais populares da capital japonesa.

O Governo da área metropolitana de Tóquio decidiu em 2001 mudar Tsukiji, que abriu em 1935 no bairro de Chuo, para as margens do rio Sumida, na ilha artificial de Toyosu, dada a necessidade de maior área comercial.

No entanto, a deteção de vestígios de substâncias tóxicas no solo da nova superfície - onde estava localizada uma fábrica de gás - atrasou a mudança do mercado de peixe.

A governadora de Tóquio, Yuriko Koike, disse que a mudança do Tsukiji não terá lugar pelo menos até ao final do ano.

Com Lusa

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG