Atirador de Dayton matou a irmã mais nova no ataque ao bar

Connor Betts, 24 anos foi identificado como o atirador e autoridades dizem que a sua irmã Megan, 22 anos, morreu no atentado cometido no bar. Motivo ainda está por apurar.

O homem que atacou um bar em Dayton, Ohio, matou a sua irmã no massacre, confirmaram as autoridades norte-americanas

Connor Betts, 24 anos, do Ohio, foi identificado como o assassino pelas autoridades durante uma conferência de imprensa na tarde de domingo. Betts matou a irmã, Megan, de 22 anos, e outras oito pessoas, acrescentaram as autoridades. Pelo menos 26 outras pessoas ficaram feridas.

Betts abriu fogo do exterior de um bar chamado Ned Peppers, localizado numa zona central repleta de bares, clubes, restaurantes e galerias. As autoridades disseram que os policias responderam no espaço de um minuto ao tiroteio e mataram Betts quando ele tentava entrar no bar com uma arma e com um colete anti-bala envergado.

"Nunca saberemos quantas vidas foram salvas", disse o governador Mike DeWine. "O atirador estava obviamente muito próximo de ser capaz de matar dezenas e dezenas de pessoas mais "

A polícia revistou a casa de Betts, onde teria morado com a irmã. As autoridades não apresentaram por enquanto um motivo para o tiroteio.

Os relatórios iniciais indicam que Betts não tinha antecedentes criminais, exceto por pequenas infrações de trânsito. Uma análise inicial dos seus perfis de redes sociais não mostra nenhuma ligação óbvia com qualquer ideologia extremista. O perfil do Betts no Facebook foi retirado da manhã de domingo.

De acordo com o que parece ser a sua página no LinkedIn, Betts era um estudante de psicologia no Sinclair Community College, que tinha empregos em part-time num posto de gasolina local e num restaurante.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG