Sobe para 150 número de mortos em atentado bombista de Cabul

Atentado bombista de quarta-feira fez mais de 300 feridos, muitos com queimaduras ou membros amputados

O atentado perpetrado na quarta-feira com um camião armadilhado no bairro diplomático de Cabul fez mais de 150 mortos, afirmou hoje o Presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, durante uma conferência internacional para a paz.

O anterior balanço do atentado, o mais mortífero da capital afegã em mais de 15 anos, era de 90 mortos.

"Mais de 150 filhos e filhas do Afeganistão, inocentes, foram mortos e mais de 300 feridos foram hospitalizados com queimaduras ou membros amputados", declarou.

"Realizar tais ataques no mês sagrado do Ramadão é completamente contra a Humanidade", considerou o Conselho Afegão de Ulemas, o principal órgão religioso do país, citado pela agência noticiosa norte-americana Associated Press.

Exclusivos