Ataques simultâneos a esquadras da polícia geram o pânico em Acapulco

Zona maioritariamente turística no México foi palco de tiroteios que serão retaliação contra detenção em operação anti-droga

Homens armados realizaram hoje dois ataques quase simultâneos contra instalações da polícia federal no México, no distrito turístico de Acapulco, lançando o pânico junto de pessoas que se esconderam em lojas e restaurantes.

De acordo com as autoridades locais, citadas pela AFP, um suspeito foi morto e um elemento da polícia ficou ferido nos tiroteios que ocorreram hoje à tarde junto de uma habitação para oficiais e de um edifício da polícia.

Durante os tiroteios, as pessoas esconderam-se em bares, restaurantes e centros comerciais.

Polícia e soldados encerraram parte da avenida costeira de Acapulco durante várias horas. Na cidade, várias lojas mantiveram-se hoje encerradas e cerca de 100 escolas estiveram também fechadas.

Vídeos que estão a circular nas redes sociais mostram pessoas no local deitadas no chão de um restaurante ou escondidas debaixo de mesas enquanto se ouvem os disparos.

As autoridades locais indicaram já que o ataque terá sido uma reação de criminosos contra a detenção de um suspeito líder de um cartel de droga.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG