Ataque a funcionária do McDonalds por não haver palhinhas. O vídeo já se tornou viral

Cliente filmou discussão no interior da espaço da cadeia de fast-food envolvendo uma funcionária e outro cliente. Tudo por causa de... palhinhas de plástico

Era dia de passagem de ano e o McDonald's de Saint Petersburg, na Florida, tinha poucos clientes. Um homem de meia-idade retirava-se já do estabelecimento quando voltou para trás. Foi à caixa e exigiu palhinhas de plástico. A funcionária respondeu que as palhinhas tinham sido banidas por lei e não era possível entregar. A resposta foi agressiva. "Essa lei não existe", terá dito o cliente. A partir daí, a discussão aqueceu e os insultos sucederam-se entre o homem, branco, e a funcionária, negra.

Foi quando Brenda Biandudi, que estava no espaço como cliente, decidiu sacar o telemóvel e filmar o episódio. E mal começou começou a gravar em filme, os dois protagonistas da discussão envolveram-se em confrontos físicos, agarrando-se mutuamente. Foram cerca de 15 a 20 segundos até que outro funcionário do McDonald's arrastou o homem da caixa.

A cena prossegue, já mais calma, mas o cliente mantém a disputa e dirige-se a um dos responsáveis da loja. "Quero que ela seja despedida", grita. A funcionária não se contém e diz-lhe. "Não, tu é que vais para a cadeia." Em relação às palhinhas, o município de Saint Petersburg baniu as palihinhas de plástico em 2020, sendo o ano de 2019 de transição em que o cliente pode requisitar ainda o produto nas lojas.

Brenda Biandudi já tinha parado de filmar quando o homem insultou e agrediu o gerente do McDonald's. Acabou por ser detido mais tarde, já que no momento em que a polícia chegou ao McDonald's o suspeito já se tinha ausentado. Trata-se de Daniel Taylor, 40 anos, que está indiciado por duas acusações de ofensa simples e recebeu ordem para que ficasse longe do restaurante do McDonald's e evitasse o contato com funcionários. Aguarda julgamento na cadeia de Pinellas, mostram os registos citados pelo The Washington Post em que também consta uma segunda agressão no interior do McDonald's quando estava a ser encaminhado para o exterior.

"A vítima foi pontapeada no estômago pelo arguido", afirmou a polícia no relatório. "O arguido estava a ser retirado pela administração devido a ter agredido outro funcionário e causado um distúrbio. O arguido pontapeou a vítima no estômago enquanto ela estava de pé perto da porta de saída."

O caso ganhou relevância nos Estados Unidos com o vídeo de Brenda Biandudi que rapidamente se tornou viral. Esta diz que está feliz por ter ajudado a mostrar o que aconteceu. "Eu realmente não faço críticas à forma como a equipa lidou com o caso", disse Biandudi. "Não estou a tentar colocar ninguém em apuros. Só espero que [o cliente] receba alguma ajuda e seus problemas de raiva sejam resolvidos."

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG