"Arrepiei-me toda", diz Hillary sobre debate com Trump

Candidata democrata às presidenciais de novembro recorda o momento em excertos já divulgados do seu livro What Happened (O que aconteceu).

Estávamos num pequeno palco e fosse eu para onde fosse ele seguia-me de perto, a olhar-me fixamente, a fazer caras estranhas. Foi incrivelmente desconfortável. Ele estava literalmente a repirar para cima de mim. Arrepiei-me toda." É assim que Hillary Clinton descreve o debate com Donald Trump em St. Louis durante a campanha para as presidenciais de novembro nos EUA.

Em excertos já divulgados pela MSNBC do seu livro What Happened (O que aconteceu), a candidata democrata conta ter pensado "Isto não está certo. Era o segundo debate presidencial e Trump estava a espreitar por trás de mim". Os dois candidatos estavam a responder à vez a perguntas da assistência. Um frente-a-frente que aconteceu apenas dois dias depois de um vídeo em que Trump se vangloriava de agarrar mulheres ter vindo a público.

"Foi um daqueles momentos em que gostava de poder carregar na pausa e perguntar a todos os que estavam a ver: 'Então, o que faria?' Ficavam calmos, continuavam a sorris e prosseguiam como se ele não estivesse repetidamente a invadir o vosso espaço? Ou viravam-se, olhavam-no nos olhos e diziam alto e bom som: 'Chega-te para trás, seu tarado. Afasta-te de mim. Sei que gostas de intimidar mulheres mas não me vais intimidar a mim", escreve Hillary.

A ex-primeira dama escolheu a primeira opção. Mas interroga-se se não devia ter escolhido a segunda. "Com certeza teria dado um melhor momento televisivo", admite.

As memórias de campanha de Hillary vão ser publicadas em setembro. A candidata democrata venceu o voto popular mas perdeu as presidenciais para Trump, uma vez que o republicano conseguiu mais votos no Colégio Eleitoral.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG