Aos 12 anos, Jackson diz que conseguiu em casa chegar à fusão nuclear

Num laboratório instalado numa antiga sala de jogos em casa, Jackson Oswalt, norte-americano de 12 anos, conseguiu uma fusão nuclear.

Jackson Oswalt, de 12 anos, de Memphis, Tennessee, divulgou o feito no fórum do Fusor.net: num laboratório montado numa sala de jogos de casa conseguiu obter uma reação nuclear. "No último mês fiz um enorme progresso. Agora tenho resultados que acredito serem dignos", escreveu. E a verdade é que o Open Source Fusor Research Consortium, um grupo de amadores que se dedica à energia nuclear, reconheceu a conquista de Oswalt.

"Para aqueles que não viram as minhas publicações recentes, será uma surpresa que eu tenha conseguido a fusão", relatou ainda o jovem cientista amador. Jackson disse que transformou uma antiga sala de jogos em sua casa num laboratório nuclear com 10 mil dólares em equipamentos que usam 50 mil volts de eletricidade para aquecer gás deutério e fundir núcleos atómicos, libertando energia.

"O início do processo foi apenas aprender sobre o que as pessoas fizeram com os seus reatores de fusão", disse Jackson à Fox. "Depois, montei uma lista de peças de que precisava e comprei-as no eBay, e algumas transformei para fazer o que precisava no meu projeto", acrescentou.

O pai, Chris Oswalt, que trabalha numa empresa de equipamentos médicos, afirmou ao jornal americano USA Today que "há descrença" sobre o que o filho conseguiu, mas que o feito de Jackson é autêntico.

Mas será ainda preciso que os trabalhos do adolescente sejam sujeitos a verificação oficial e publicados para que sejam reconhecidos pela comunidade científica. A provar-se que conseguiu mesmo a reação nuclear, o adolescente destrona o anterior recorde de Taylor Wilson, que aos 14 anos conseguiu o mesmo feito. Taylor trabalha em pesquisa nuclear desde então.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG