Angelina Jolie visita campos de refugiados e faz apelo às potências mundiais

A atriz de Hollywood chegou esta quarta-feira a Atenas, um dia depois de ter estado no Líbano a discursar num campo de refugiados sobre a atual crise humanitária.

Durante a visita ao campo de refugiados no Líbano, Angelina Jolie apelou às potências mundiais para aumentarem os esforços para acabar com o conflito sírio e ajudar todos os refugiados a regressarem a casa.

Hoje, já na Grécia, no porto de Pireu, a enviada especial do Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (ACNUR) visitou um campo improvisado para 4 mil refugiados. A atriz colabora com a organização há vários anos e tem sido a voz de várias famílias desesperadas.

De acordo com um comunicado emitido pelo ACNUR, Jolie encontra-se no país para "reforçar os esforços do ACNUR e do governo grego para melhorar a resposta de emergência à situação humanitária".

Ontem, no Líbano, a atriz afirmou que a crise de refugiados sírios é "vergonhosa" e "trágica" e expressou o desejo de colaborar com a ONU para ajudar as famílias de refugiados a regressar aos seus países de origem.

Jolie discursou no dia do 5º aniversário do conflito sírio - que começou a 11 de março de 2011 - e destacou a importância das "relações diplomáticas" para a resolução da crise dos refugiados

Na Grécia, que acolhe cerca de 85% de todos os refugiados que conseguiram chegar à Europa, a atriz disse que pretende reunir-se com as autoridades, parceiros e voluntários para "melhorar" as condições dos refugiados e "garantir que os mais vulneráveis são protegidos".

A agência de refugiados da ONU apoia as autoridades gregas na receção, registo e assistência aos refugiados e requerentes de asilo que chegam ao país.

Jolie visita o país na véspera de uma importante cimeira de líderes europeus - que também incluirá o governo turco. As decisões que dessa reunião saírem irão ter, certamente, repercussões nos milhares de refugiados que estão na Grécia.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG