Alemanha homenageia autores do ataque fracassado contra Hitler

Evocação dos 75 anos do ataque contra líder nazi coincide com um período em que a extrema-direita tem vindo a crescer.

A Alemanha homenageia este sébado os autores do fracassado ataque contra Adolf Hitler, ocorrido há 75 anos e numa época em que a extrema-direita tenta assumir o legado do antigo líder nazi.

A Operação Valquíria foi liderada por Claus von Stauffenberg - um nobre da Baviera que usava o título de conde - e constitui o mais famoso ato de resistência contra o regime nazi durante a Segunda Guerra Mundial.

A 20 de julho de 1944, von Stauffenberg colocou explosivos na pasta com que ia para uma reunião no quartel-general nazi perto de Rastenburg (atual Polónia). A tentativa falhou, tendo Hitler ficado ligeiramente ferido.

Stauffenberg, então o oficial mais novo a atingir o posto de coronel, foi executado hopras depois juntamente com três outros conspiradores - numa purga em que foram mortas mais 200 pessoas e presas cerca de 5000.

O aristocrata tinha participado na campanha africana do marechal Erwin Rommel, onde perdeu um olho e uma mão.

"Aqueles que atuaram em 20 de julho são exemplos para nós", elogiou recentemente a chanceler alemã, Angela Merkel.

Exclusivos