Agora é o Supremo que suspende Lula

Decisão de tribunal mais alto sobrepõe-se a todas as já tomadas.

O magistrado Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu esta sexta-feira a nomeação para a Casa Civil do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, avança a TV Globo. A decisão é uma resposta a uma providência dos partidos PSDB e PPS.

Na fundamentação o juiz afirma ter visto intenção de Lula em obstruir a investigação que decorre da Operação Lava Jato.

Segundo a mesma fonte, Lula ainda pode recorrer da decisão para o plenário do Supremo Tribunal Federal.

Gilmar Mendes mantém ainda o juiz Sérgio Moro à frente da investigação. É ele o juiz federal responsável pela operação Lava Jato, na primeira instância.

A decisão, ao fim do dia, é o culminar de um dia, e semana, recheados de decisões e contra-decisões para que Lula seja empossado ministro-chefe da Casa Civil.

Esta noite, Lula falou numa manifestação de apoiantes do governo de Dilma Rousseff, contra o impeachement.

Lula tomou posse na quinta-feira de manhã ao lado da presidente Dilma Rousseff. Uma hora depois a decisão foi suspensa. Esta decisão de Gilmar Mendes sobrepõe-se às demais.

"O objetivo da falsidade é claro: impedir o cumprimento de ordem de prisão de juiz de primeira instância. Uma espécie de salvo-conduto emitida pela Presidente da República", escreve o magistrado, fundamentando a decisão, citado pela TV Globo.

A decisão não apanha de surpresa quem foi seguindo as declarações de Gilmar Mendes nos últimos dias. O magistrado criticou na quarta-feira a nomeação do ex-presidente para o governo, afirmando que seria uma fuga do petista da investigação Lava Jato.

Na quarta-feira, Sérgio Moro autorizou a divulgação de uma conversa telefónica entre Lula da Silva e Dilma Rousseff. Os investigadores consideram que do diálogo se pode interpretar que a atual presidente agiu de forma a impedir a prisão de Lula, seu antecessor no Palácio do Planalto e investigado no Lava Jato.

Lula é suspeito deter cometido crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, oriundos da Petrobras.

A quantas vamos?

O número de vezes que a tomada de posse de Lula da Silva já aconteceu e foi retirada logo a seguir já levou à criação de uma página web onde se pode saber que o ex-presidente é, ou não, presidente.

Exclusivos