Reação alérgica no aeroporto terá sido provocada por gás pimenta

Cerca de 70 passageiros queixaram-se de odores estranhos e de terem dificuldade em respirar, tosse e olhos a arder. Aeroporto foi temporariamente encerrado

O aeroporto de Hamburgo, na Alemanha, foi hoje temporariamente evacuado depois de quase 70 passageiros terem apresentado sintomas de uma reação alérgica. Queixavam-se de dificuldade em respirar, de tosse e de terem os olhos a arder.

De acordo com o Bild, 68 pessoas tiveram os sintomas de irritação alérgica, tendo nove delas sido levadas para o hospital.

Todos os voos foram cancelados ou adiados entre as 12:32 e as 13:45 (hora local), segundo o Bild. As estradas de acesso ao aeroporto foram encerradas.

As autoridades rejeitam a hipótese de um atentado terrorista e os bombeiros anunciaram que encontraram um lata de gás pimenta vazia.

Este produto é vendido na Alemanha para defesa pessoal, e causa precisamente os sintomas de que se queixaram as quase 70 pessoas que receberam tratamento médico: olhos lacrimejantes, dificuldades em respirar e náuseas.

Inicialmente, surgiram informações de relatos, não confirmados, de que teria sido lançado um gás através das condutas do ar condicionado.

Os queixosos foram assistidos pelas equipas de emergência que se deslocaram para o local. Centenas de passageiros tiveram de aguardar no exterior, debaixo de temperaturas negativas.

Um dos afetados pelo incidente foi o presidente do Uruguai.

O aeroporto de Hamburgo é o quinto maior da Alemanha, transportando cerca de 16 milhões de passageiros por ano.

Exclusivos