Adolescente japonesa escapa após dois anos sequestrada

Segundo a jovem, o sequestrador abandonou o apartamento sem fechar a porta à chave e ela aproveitou para sair e telefonar à família

Uma rapariga japonesa de 15 anos desaparecida em 2014 conseguiu escapar do seu sequestrador, que a manteve fechada e vigiada durante dois anos no seu apartamento em Tóquio, informam hoje meios de comunicação locais.

Segundo o relato da jovem, o sequestrador, de 23 anos, abandonou o apartamento sem fechar a porta à chave e ela aproveitou para sair e telefonar à família. Foi a sua própria mãe que após atender a chamada no domingo lhe pediu que contactasse imediatamente a polícia, que a encontrou perto de uma estação de metro, próxima do lugar onde permaneceu cativa.

A polícia deteve, esta madrugada, o presumível sequestrador, na cidade de Ito, a cerca de 130 quilómetros de Tóquio, enquanto vagueava pelas ruas ensanguentado após se ter cortado com uma faca no pescoço, detalhou a televisão pública japonesa NHK.

O suspeito encontra-se no hospital e depois ficará sob custódia das autoridades, informou a agência noticiosa Kyodo.

A adolescente, que tinha 13 anos quando desapareceu, tinha sido vista pela última vez a 10 de março de 2014, enquanto falava com um homem em frente à sua casa.

Segundo as autoridades japonesas, o detido sequestrou a jovem perto da sua habitação depois de lhe dizer que os seus pais se iam divorciar e que era o advogado, conseguindo que entrasse no seu carro.

Posteriormente, foi encontrada na caixa de correio uma nota escrita à mão pela jovem na qual pedia para que não a procurassem.

A rapariga ficou retida inicialmente num apartamento em Chiba (leste de Tóquio) e mais tarde num outro no bairro central de Nakano.

As autoridades acreditam que esteve ali sequestrada a maior parte do tempo, apesar de também ter saído para a rua vigiada pelo seu captor.

Exclusivos