Abigail e Barbara: as duas únicas primeiras damas e mães de presidentes

Com a morte de Barbara Bush na terça-feira, aos 92 anos, desaparecia a segunda mulher na história a ter sido casada com um chefe do Estado e mãe de outro. A primeira foi Abigail Adams, mulher de John Adams e mãe de John Quincy Adams.

Podem ser muito diferentes, mas Abigail Adams e Barbara Bush têm uma coisa em comum: criaram os filhos - quatro no caso da primeira, cinco no da segunda - enquanto os maridos passavam muito tempo longe a cuidar das carreiras. E além de ambas terem sido casadas com um presidente dos EUA, ambas criaram um presidente dos Estados Unidos. Mesmo se Abigail não chegou a ver John Quincy tomar posse como sexto presidente dos EUA.

Nascida em Weymouth, no Massachusetts, em 1744, Abigail foi uma criança doente que nunca foi à escola. Mas a mãe e as irmãs ensinaram a ler e a escrever. Aos 20 anos casava com o primo afastado e advogado, John Adams.

Muitas vezes separados, fosse devido à guerra de independência ou devido à carreira diplomática e política do marido, segundo presidente dos Estados Unidos após a independência, Abigail nunca se cansava de escrever a John. Foram mais de 1100 cartas em que a própria confessa: "A minha pena sempre foi mais solta do que a minha língua [...] Escrevi muitas coisas que acredito nunca teria dito".

Espírito aberto, sobretudo para a época, Abigail Adams foi uma defensora dos direitos das mulheres. Morreu a 28 de outubro de 1818, mais de seis anos antes do filho, John Quincy Adams tomar posse como presidente dos EUA.

Barbara Bush teve destino diferente. A 20 de janeiro de 2001 esteve ao lado do filho mais velho, George W. Bush quando este prestou juramento como presidente. Doze anos antes estivera naquela mesma escadaria do Capitólio em Washington, ao lado do marido quando este jurou sobre a Bíblia como chefe do Estado.

Nascida em Manhattan a 8 de junho de 1925 e criada em Rye, um subúrbio de Nova Iorque, aos 16 anos conheceu George Herbert Walker Bush num baile. 18 meses depois estavam noivos, apenas para serem separados pela II Guerra Mundial, em que este serviu como piloto. Casaram em 1945 e tiveram cinco filhos, aos quais Barbara dedicou grande parte da sua vida, enquanto apoiava a carreira do marido.

Congressista, embaixador na ONU e em Pequim, diretor da CIA, vice-presidente - foram muitos os cargos de Bush. E quando chegou a campanha para as presidenciais de 1988, Barbara Bush e a sua cabeleira branca tornaram-se numa imagem familiar para os americanos.

Tendo de lidar com a dislexia do filho Neil, Barbara dedicou toda a vida à importância da literacia. Famosa tanto pela cor do cabelo como pelo sentido de humor ou pelo inseparável colar de pérolas, morreu no dia 17, aos 92 anos.

Exclusivos