A princesa Estelle tem 7 anos e assistiu ao concerto dos Metallica. Infringiu a lei?

Estelle foi com os pais, os príncipes Victória da Suécia, herdeira ao trono, e Daniel Westling, ao concerto de Gotemburgo. O problema é que não eram permitidas crianças com menos de 13 anos. A promotora do evento garante que a família real esteve numa zona de "ambiente controlado", com "os níveis de som abaixo do recomendado". Inspetores da cidade vão investigar

Fã dos Metallica, a princesa Estelle, de 7 anos, esteve entre os milhares de fãs que assistiram ao concerto da banda norte-americana no estádio de Ullevi, em Gotemburgo, na terça-feira. A presença da filha mais velha da princesa Victória da Suécia, herdeira ao trono, e de Daniel Westling, está a gerar controvérsia, uma vez que não eram permitidas no espetáculo crianças com menos de 13 anos.

A Got Event, a empresa municipal que gere os eventos nos espaços desportivos de Gotemburgo, estabelece o limite de idade de 13 anos, tendo em conta que os níveis de som não são apropriados para os ouvidos das crianças.

"Não há permissão da nossa parte", afirmou Yusra Moshtat, inspetor da Agência de Proteção Ambiental da cidade sueca, citado pelo site Aftonbladet.

Já a promotora do evento, a Live Nation, garante que a família real da Suécia assistiu ao concerto dos Metallica num "ambiente controlado, em que o nível do som está abaixo do recomendado".

Apesar desta justificação, as autoridades de Gotemburgo estão a investigar este caso para perceber se existiu ou não uma infração. "Não visamos o organizador do evento, mas acreditamos que a empresa que gere o estádio, a Got Event, é a responsável", explica Moshtat, que deixa uma série de questões no ar. "A Live Nation fez medições [de decibéis]? De que forma? Nós não concedemos permissões dessa forma", referiu o inspetor que quer averiguar se de facto o espaço de onde a princessa Estelle assistiu ao concerto tinha os níveis de decibéis recomendados a crianças.

Nesse sentido, o município enviou à Got Event um conjunto de perguntas. "Não podemos afirmar atualmente que o som estava demasiado alto ou baixo o suficiente. Pedimos informações à Got Event sobre os espaços que são utilizados para que possamos avaliar o [nível] de som usado", afirmou o inspetor.

Segundo o site Expressen , a empresa que gere os eventos em recintos desportivos não comenta o caso, apenas diz que recebeu as questões das autoridades municipais. O concerto no estádio de Ullevi faz parte da digressão europeia da WorldWired Tour, que passou pelo Estádio do Restelo, a 1 de maio, e que termina a 25 de agosto na Alemanha.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG