250 mortos no novo balanço dos atentados na Síria

Os ataques realizados na quarta-feira pelo Estado Islâmico no sul da Síria mataram quase 250 pessoas, segundo um novo balanço efetuado pelo Observatório Sírio para os Direitos Humanos.

O ataque a várias aldeias, em conjunto com atentados suicidas, teve lugar na província de Soueida, controlada pelo regime.

O número de vítimas não parou de subir desde o ataque realizado na manhã de quarta-feira, e reivindicado horas depois pelo EI. "Há agora 246 mortos, incluindo 135 civis", disse o diretor do Observatório, Rami Abdel Rahman.

Pelo menos 45 terroristas foram mortos nos combates após os ataques.

Os outros mortos são combatentes leais ao regime de Bashar al-Assad e residentes que pegaram em armas para defender as aldeias.Os meios de comunicação da Síria confirmaram os ataques na cidade de Soueida e nas aldeias vizinhas, mas não informaram sobre o número de vítimas, explica a AFP.

Os jihadistas do EI estão agora presentes numa área desértica no nordeste desta região de predominância drusa, e que até agora tinha sido relativamente poupada pela guerra que assola a Síria desde 2011.

O ataque de Soueida foi o maior do Estado Islâmico nos últimos meses.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG