25 mortos em incêndio em embarcação de recreio na Califórnia

Pelo menos 25 pessoas morreram e nove estão desaparecidas depois de um incêndio que resultou no naufrágio de uma embarcação de recreio nos Estados Unidos na madrugada de segunda-feira, indicaram as autoridades num novo balanço.

O anterior balanço apontava para oito mortos e 29 desaparecidos, num acidente que teve lugar ao largo da costa da Califórnia.

As equipas de resgate recuperaram quatro corpos a cerca de 145 quilómetros a noroeste de Los Angeles, perto da ilha de Santa Cruz. No total já foram recuperados 20 corpos. As autoridades norte-americanas informaram ainda que nove pessoas continuam desaparecidas.

"Devemos estar preparados para avançar para o pior cenário" disse a capitã da Guarda Costeira Monica Rochester, em conferência de imprensa.

A maioria da tripulação do navio Conception estava a dormir no convés quando o incêndio deflagrou, de acordo com a Guarda Costeira de Los Angeles. Das 39 pessoas se encontravam na embarcação, seis eram tripulantes e 33 passageiros.

Os cinco sobreviventes - dois deles com ferimentos nas pernas - eram membros da tripulação que estavam acordados no convés e saltaram para a água quando o incêndio deflagrou, sendo depois resgatados por uma outra embarcação e levados para costa, informou a Guarda Costeira.

O Conception, de 23 metros, fazia uma viagem de três dias às ilhas que formam o Parque Nacional Channel Islands, no Oceano Pacífico.

A embarcação em causa, Conception, estava a ser usada numa viagem de mergulho no Dia do Trabalhador, que nos EUA se assinala na primeira segunda-feira de setembro e é dia feriado. O itinerário incluía cozinha gourmet e mergulhos noturnos no mar. As chamas deflagraram cerca das quatro da madrugada (hora local). O barco tem lotação máxima para 46 pessoas, é de 1981 e é operado pela empresa Truth Aquatics.

"O Conception ardeu até à linha da água", disse Mike Eliason, assessor de imprensa do Departamento de Bombeiros do condado de Santa Barbara, citado pela CNN. Mergulhadores estavam a tentar furar o casco para chegar às pessoas que ficaram encurraladas. Há ainda a esperança, ténue, de que algumas dessas pessoas tenham conseguido sair do barco e alcançado terra.

Numa reação ao sucedido, a senadora Kamala Harris, da Califórnia, manifestou solidariedade para com as vítimas do incêndio e as suas famílias. "Estou de coração partido com as notícias que chegam de Santa Cruz. Estou grata aos heroicos membros das equipas de salvamento que trabalharam de forma incansável para tentar resgatar todas as pessoas que encontraram. Os nossos pensamentos estão com eles e com as famílias dos envolvidos [na tragédia]", declarou a responsável democrata, citada pelo jornal LA Times.

Familiares em desespero

Uma das desaparecidas é ainda Kristy Finstad, de 41, que fazia parte da tripulação. Horas após o desastre a família de Findstad não tinha notícias da filha, uma bióloga marinha que trabalhava para a empresa familiar Worldwide Diving Adventures, segundo o LA Times. A mãe de Kristy Finstad ajudou a fundar a empresa em 1972 e a bióloga cresceu com amor pelo oceano e pela vida marinha.

As autoridades criaram um centro de assistência às famílias das vítimas no Earl Warren Showgrounds em Santa Barbara e foi aberta uma linha de informações.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG